top of page
Buscar

Profissionalização segue crescimento do setor alimentício


Dados do balanço anual da Associação Brasileira de Alimentos (ABIA), referentes ao ano passado, indicam a expressiva presença do segmento no país. De acordo com os dados, o setor é responsável por 10,8% do PIB nacional, gerando 1,8 milhões de empregos formais ou diretos e, inclusive, posiciona o Brasil como segundo produtor mundial de bombons e doces.


Com a gradativa retomada das atividades econômicas após o período mais intenso da pandemia de Covid-19, já no ano passado, o setor registrou crescimento na produção e nas vendas. Ainda em 2022, o presidente da Abia, João Dornellas previu aumento na demanda de mão de obra para o segmento.


Neste cenário, a Richemont Brasil, braço da Global Swiss Learning (GSL), anuncia três cursos profissionalizantes. São eles: boulangerie (panificação), pâtisserie (confeitaria) e confiserie (chocolataria), ministrados por Master Trainers certificados no país europeu, com metodologia aplicada na China e em outros países. A Richemont é um centro de ensino especializado nas áreas de panificação e confeitaria, possui sede em Lucerna, na Suíça.


Cursos têm formato híbrido e metodologia suíça

A GSL oferece os cursos profissionalizantes no formato híbrido e em breve irá lançar no Brasil cursos voltados às áreas de culinária e hotelaria/turismo. A intersecção entre os setores pode proporcionar oportunidades para quem se especializa. Segundo o Ministério do Turismo, o Brasil recebeu mais de 3,63 milhões de turistas em 2022. Cinco vezes a mais que em 2021.


Segundo Gilmar Chagas, Managing Director Brazil da Global Swiss Learning, todos os cursos são desenvolvidos na Suíça, seguindo programas de ensino e currículos de escolas e instituições renomadas do país europeu, sendo que apenas a “localization” é efetuada no Brasil, para alinhar idioma e algumas adaptações locais necessárias.


“Nossos cursos são oferecidos em um formato híbrido, com todo conteúdo teórico e prático individual através da nossa plataforma de ensino, seguido de aulas práticas através de escolas e instituições parceiras no Brasil”, diz o executivo.

“Nossos instrutores mestres brasileiros passaram por um criterioso processo de avaliação e capacitação na Suíça para tornarem-se capazes de certificar alunos e outros professores no Brasil”, completa.

Para mais informações, basta acessar: www.richemontbrasil.com.

60 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page